Dois bombeiros ficaram feridos depois de um carro da Corporação do Sabugal ter caputado esta quinta-feira numa estrada da freguesia de Valhelhas, no distrito da Guarda.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro, o alerta terá sido dado às 14:30 para o tombo do veículo que transportava água.

Ao que a TVI conseguiu apurar no local, a estrada terá abatido no momento em que o veículo estava a atravessar. Os dois bombeiros sofreram ferimentos ligeiros.

No sítio onde o VTTU estava parado o terreno desabou, causando ferimentos ligeiros a dois operacionais", disse à agência Lusa a fonte do CDOS.

Os dois voluntários da corporação do Sabugal sofreram ferimentos ligeiros e foram transportados para o serviço de urgências do Hospital Sousa Martins, na Guarda.

O presidente da direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Sabugal, Luís Carlos Carriço, disse à Lusa que ficaram feridos no acidente "uma bombeira, que sofreu ferimentos ligeiros numa perna", e o condutor do veículo, que se queixava "de uma dor na costela".

O dirigente adiantou que o veículo tanque ficou inoperacional e "vai para a oficina onde foi carroçado, para recuperação".

O facto de o veículo tanque ter ficado inoperacional "é uma dor de cabeça" para os Bombeiros Voluntários do Sabugal, reconheceu Luís Carlos Carriço, pois trata-se de um veículo que "faz muita falta" na corporação.

No local do acidente estiveram 16 homens e sete viaturas dos Bombeiros Voluntários de Gonçalo (Guarda) e da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) da Guarda, segundo o CDOS.

/ Andreia Alexandra Fernandes