Dois idosos ficaram feridos na sequência de um incêndio que deflagrou, esta segunda-feira, no quinto andar de um prédio situado no centro da cidade de Viana do Castelo, disse à Lusa fonte da proteção civil.

De acordo com fonte do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo, as duas vítimas foram transportadas ao hospital de Santa Luzia, naquela cidade, com "sintomas de intoxicação, por inalação de fumos".

Uma idosa ficou desalojada na sequência do incêndio que deflagrou no apartamento que habitava.

O apartamento ficou inabitável. A assistência social da Câmara de Viana já está a acompanhar a situação para saber se a idosa tem retaguarda familiar ou se é necessário garantir realojamento", explicou António Cruz.

Segundo o comandante dos Bombeiros Municipais de Viana do Castelo, na sequência do fogo que deflagrou cerca das 08:37, no quinto andar daquele edifício, situado junto à ponte Eiffel, "foram retiradas sete pessoas, sendo que duas foram transportadas ao hospital de Santa Luzia", naquela cidade.

Os dois feridos apresentavam dificuldades respiratórias, provocadas pela inalação de fumo. Trata-se da idosa que habitava no apartamento onde deflagraram as chamas e um outro idoso, morador do andar de cima. As restantes cinco pessoas retiradas do edifício, uma delas com mobilidade reduzida, foram acompanhadas pelos bombeiros até ao exterior", especificou.

Segundo aquele responsável, "as chamas ficaram limitadas ao quinto andar do prédio".

O trânsito naquela artéria da cidade, que dá acesso à ponte metálica sobre o rio Lima, esteve cortado durante cerca de duas horas e meia para permitir a intervenção dos meios de combate às chamas.

Ao local compareceram sete viaturas e 18 operacionais dos bombeiros voluntários e municipais de Viana do Castelo e a PSP.