Momento-chave no processo Face Oculta. O juiz Carlos Alexandre já ouviu o arguido José Penedos. O antigo presidente da REN está acusado de dois crimes de corrupção e dois de participação económica em negócio, por casos que envolvem também o filho Paulo Penedos.

José Penedos chegou ao Tribunal Central de Instrução Criminal de Lisboa por volta das 9h30 da manhã, foi ouvido durante duas horas a pedido de dois ex-quadros da REN: os arguidos Vítor Batista e Fernando Santos.

À saída da audição, o advogado de José Penedos disse que o cliente respondeu a todas as questões que lhe foram colocadas.

«O que parece espantoso é que o Ministério Público não tinha quaisquer dúvidas, não pediu esclarecimentos, não pediu sequer que fosse completado qualquer ponto e o juiz também. Pelo nosso lado, está tudo esclarecido», disse aos jornalistas José Manuel Galvão Teles.

Segundo Rui Patrício, outros dos advogados de José Penedos, apenas ele próprio e a defesa dos dois arguidos que pediram a presença do ex-presidente da REN no tribunal fizeram perguntas, uma das quais sobre a relação entre José Penedos e o seu filho, Paulo Penedos, também arguido no processo.

Amanhã será outro dia chave para o processo, pois é a vez de Armando Vara ser ouvido. O ex-vice presidente do BCP será interrogado a seu pedido. Vara diz querer provar a sua inocência, estando acusado de três crimes de tráfico de influência.

O debate instrutório está marcado para 16 e 17 de Fevereiro. Até ao final do mês o juiz decide quais dos 36 arguidos irá a julgamento.
Redação / FC