A maioria das multas dos radares de Lisboa não chega a ser paga: não por falta de pagamento dos condutores, mas porque a demora no envio das multas ultrapassa o prazo permitido.

Nunes da Silva, vereador da mobilidade e infra-estruturas da Câmara Municipal de Lisboa revela que a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) não consegue responder em tempo útil às multas de excesso de velocidade captadas pelos radares de Lisboa. O presidente da ANSR disse esta segunda-feira à TVI que esta não é uma competência da autoridade.

Para Nunes da Silva, estas multas são da competência da Polícia Municipal e demora um ano ou mesmo dois a chegar a casa dos infractores.

Sem capacidade de resposta para tantas infracções, as ordens, actualmente, são para dar prioridade aos casos mais recentes e às contra-ordenações graves e muito graves.
Redação / JF