A cidade de Alverca, no concelho de Vila Franca de Xira, excedeu esta sexta-feira o limiar de concentração de ozono, informou a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR-LVT).

Em comunicado, a CCDR-LVT refere que estação de Alverca registou uma concentração de ozono de 185 microgramas por metro cúbico ((µg/m3), valor acima dos 180 µg/m3 definidos como valor “limiar de informação para este poluente”.

Este registo foi detetado entre as 15:00 e as 16:00.

Segundo a CCDR-LVT, o efeito da exposição ao ozono pode manifestar-se através de sintomas como tosse, dores de cabeça, dores no peito, falta de ar e irritações nos olhos.

Nesse sentido, a CCDR-LVT recomenda que, enquanto esta situação se mantiver, os grupos de população mais sensível, como crianças, idosos, ou portadores de doenças respiratórias, reduzam ao mínimo a atividade física intensa ao ar livre.