O Comando Territorial do Porto da GNR deteve quatro homens e uma mulher, com idades entre os 34 e os 54 anos, por extorsões, sequestros e ameaças, nos concelhos de Gondomar e Vila Nova de Gaia, anunciou esta terça-feira.

Nesta operação, que durou cerca de 18 meses e culminou na terça-feira com a detenção dos cinco suspeitos, os militares da Guarda realizaram diversas diligências policiais, nas quais foi possível apurar que “os suspeitos emprestavam dinheiro a vítimas que se encontravam financeiramente desfavorecidas, cobrando posteriormente juros altíssimos e, se as mesmas falhassem alguma prestação, o valor das dívidas e dos juros aumentavam exponencialmente”.

Em comunicado, a GNR esclarece que o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto, apurou ainda que, “quando as vítimas não conseguiam cumprir com os pagamentos, eram alvo de ameaças, extorsões e sequestros”, tendo uma delas “fugido para o estrangeiro, com receio pela própria vida”.

A GNR refere que, durante a ação policial, foram realizadas dez buscas, cinco domiciliárias e cinco em veículos, onde foi possível apreender 1.550 euros, seis telemóveis e diversos documentos relacionados com os empréstimos efetuados, valores das mensalidades e prestações pagas.

Ainda no decurso desta operação, foi detido em flagrante delito um jovem de 21 anos, no concelho de Gondomar, pelo crime de tráfico de droga, estando na posse de 60 doses de haxixe, um telemóvel, 90 euros em numerário e ainda material relacionado com o corte e doseamento do produto estupefaciente, que foram de imediato apreendidos.

Os suspeitos, todos com antecedentes por crimes contra o património, contra as pessoas, posse de arma proibida e tráfico de estupefacientes, foram detidos e presentes a primeiro interrogatório judicial, no Tribunal de Instrução Criminal do Porto, que decretou como medidas de coação apresentações periódicas nos postos policiais das respetivas áreas de residência.

. / RL