A GNR de Chaves deteve este sábado em flagrante dez pessoas e apreendeu 11 viaturas por participarem numa corrida ilegal na zona do parque empresarial desde concelho do distrito de Vila Real, disse fonte da Guarda.

Fonte da GNR de Chaves afirmou à agência Lusa que a operação decorreu durante a madrugada deste sábado e culminou um processo que decorria já há algum tempo devido ao alarme social, ao perigo que as corridas representavam e ao facto de a zona ser de passagem para aldeias.

Militares à civil começaram por identificar os condutores e os veículos que participaram na corrida ilegal, tendo sido depois detidos em flagrante.

Os dez detidos são, segundo a fonte, provenientes da zona Norte e da vizinha Galiza e possuem idades compreendidas entre os 20 e os 30 anos.

Os detidos são suspeitos do crime de atentado à segurança rodoviária e vão ser presentes a tribunal para aplicação de eventuais medidas de coação.

No total foram aprendidos 11 automóveis, sendo que, de acordo com a fonte, um dos condutores se colocou em fuga.

As viaturas foram levadas para o parque do destacamento da GNR de Chaves e vão ser alvo de uma peritagem por parte do Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT), para verificar se possuem alteração de características.

Esta operação incidiu na parte criminal, mas em simultâneo foram verificadas as restantes viaturas que se encontravam no local e levantados 15 autos de contraordenação.

A ação envolveu 25 militares de várias valências da Comando da GNR de Vila Real.

Estas corridas ilegais, que decorrem alegadamente há alguns anos na zona empresarial de Chaves, atraíam dezenas de pessoas de toda a região Norte do país e da vizinha Espanha.