A Polícia Judiciária (PJ) deteve por suspeita de homicídio o filho mais velho do empresário de Moure, Vila Verde, morto a tiro em outubro de 2017, disse hoje à Lusa fonte daquela força.

Segundo a fonte, o suspeito foi detido em França, no cumprimento de um mandado de busca europeu.

Foi entregue na quarta-feira às autoridades portuguesas e hoje conduzido ao Tribunal de Guimarães, para primeiro interrogatório judicial e aplicação das respetivas medidas de coação.

A vítima é um empresário de 52 anos que morava em Moure, Vila Verde, e que foi encontrado morto a 25 de outubro na mala da sua carrinha, num descampado em Palmeira, concelho de Braga.

Foi assassinado com um tiro no pescoço.

O homicídio terá ocorrido em Vila Verde, tendo depois o cadáver sido transportado na mala da carrinha da vítima, até ao local onde foi encontrado.

Em junho, a PJ deteve a mulher do empresário, por suspeita de participação no homicídio.

No entanto, o juiz de instrução criminal no Tribunal Judicial de Guimarães deixou-a em liberdade, aplicando-lhe apenas apresentações diárias na PSP e proibição de se ausentar do país e de contactar com os restantes intervenientes processuais, à exceção dos filhos.

A mulher saiu indiciada do crime de ocultação de cadáver.