Um homem, de 42 anos, foi detido por violência doméstica, no concelho de Vila do Bispo, Algarve, informou a GNR, nesta quinta-feira.

O detido é suspeito de agredir e ameaçar a mulher, de 52 anos, e ainda familiares, além de lhe ter incendiado o carro.

Na sequência de uma investigação relativa a um caso de violência doméstica, em que o suspeito terá agredido e ameaçado a vítima, sua mulher de 52 anos, e familiares, tendo inclusivamente incendiado a sua viatura, foi dado cumprimento a um mandado de detenção fora de flagrante delito", explicou a GNR, em comunicado.

As agressões terão tido início no final do ano de 2019, tendo vindo a intensificar-se até agora.

O detido foi presente, quarta-feira, ao Tribunal Judicial de Lagos, tendo-lhe sido aplicadas as medida de coação de apresentações semanais no posto policial da área de residência, proibição de contacto com a vítima com recurso a vigilância eletrónica, proibição de adquirir qualquer tipo de arma de fogo e ainda obrigatoriedade de frequentar o programa para agressores de violência doméstica.

Redação / CM