Um homem de 34 anos foi detido, quinta-feira, pela Polícia Judiciária de Setúbal por "fortes indícios" de homicídio qualificado, num quadro de violência doméstica.

A vítima, sua namorada, foi agredida "violentamente", segundo a PJ, daí resultando "lesões graves que lhe vieram a causar a morte". A TVI sabe que a mulher foi agredida a soco e pontapé e que o casal tinha um historial de violência doméstica.

Os factos remontam a 11 de janeiro deste ano, em Almada, e as agressões ocorreram na casa da mulher, que terá também sido destruída pelo suspeito.

Então, o detido foi logo considerado o principal suspeito, mas negou os factos quando interrrogado pelas autoridades.

Os resultados das perícias da PJ ao cadáver e à casa da vítima foram conhecidos esta semana, tendo a polícia científica encontrado o ADN do suspeito nas unhas da mulher.

O homem foi, por isso, detido ontem, para ser presente, nesta sexta-feira, a primeiro interrogatório judicial, no Tribunal de Almada, para aplicação das medidas de coação.