Um homem indiciado por maus-tratos à sua companheira durante duas décadas em Sever do Vouga, no distrito de Aveiro, vai aguardar o desenvolvimento do processo em prisão preventiva, decidiu um juiz de instrução criminal.

Em comunicado de esta segunda-feira, a GNR explica que o homem agora sujeito à medida de coação mais gravosa foi detido na sexta-feira face ao “escalar da gravidade dos episódios de violência” praticados pelo homem, de 60 anos, contra a companheira, um ano mais nova.

No âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que, durante os 20 anos de relacionamento, o suspeito infligiu maus-tratos verbais e psicológicos à vítima”, afirma o Comando Territorial de Aveiro da GNR.

. / JGR