A GNR anunciou esta sexta-feira a detenção, em Penafiel, no distrito do Porto, de um homem de 47 anos suspeito de violência doméstica, com a mulher e um filho como vítimas.

Os militares da Guarda apuraram que o suspeito esteve casado durante 25 anos com a vítima, sua esposa de 49 anos, relação que sempre foi pautada por ameaças de morte e injúrias”, lê-se num comunicado policial.

Ainda segundo a GNR, “apurou-se ainda que, devido ao aumento do consumo de bebidas alcoólicas, o agressor começou a agredir fisicamente a vítima e ainda o seu filho de 22 anos que, em 2019, foi ameaçado de morte com uma faca encostada ao pescoço”.

No último episódio de violência, lê-se no comunicado, “a vítima foi agredida, tendo sido transportada para uma unidade hospitalar”.

Perante o escalar da violência e a gravidade dos factos, o suspeito foi detido”, acrescenta a GNR.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial no tribunal de Penafiel, que aplicou como medidas de coação a “proibição de permanência e de se aproximar da habitação, num raio de 500 metros, a proibição de contactar, por qualquer forma ou meio ou por interposta pessoa, com os ofendidos”.

O arguido ficou também com a “obrigação de se sujeitar a uma avaliação médica para tratamento da sua dependência alcoólica, controlado por pulseira eletrónica”.

Agência Lusa / AG