Um homem de 36 anos foi detido na quinta-feira no concelho da Marinha Grande, distrito de Leiria, acusado do crime de violência doméstica, disse esta sexta-feira o Comando Territorial de Leiria da GNR.

A detenção aconteceu por ação do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) da GNR, com reforço do Posto Territorial de Vieira de Leiria, na sequência de uma investigação que apurou que, ao longo de quatro anos, o suspeito agrediu física, verbal e psicologicamente a companheira de 42 anos.

De acordo com comunicado da força de segurança, a vítima foi alvo de ameaças de morte reiteradas, “muitas vezes com recurso a armas brancas, na presença das três filhas, uma das quais menor de idade”, levando essas ofensas ao fim da relação, acrescenta a GNR.

Como reação, o homem perseguiu a vítima durante os últimos três meses, “chegando a introduzir-se na sua residência”, recorrendo ao arrombamento de portas e janelas, “com intenção de reatar a relação”, informa a fonte.

O detido, já com antecedentes criminais pela prática de crimes de roubo, foi presente ao Tribunal Judicial de Leiria. Como medidas de coação, ficou “proibido de contactar com a vítima por qualquer meio ou dela se aproximar a menos de 500 metros”, sendo sujeito a pulseira eletrónica.

/ RL