Um homem de 61 anos, que partilhava residência com a ex-mulher, foi detido em Gondomar, por suspeita de ter tentado asfixiá-la, ameaçando-a de morte e chegando a empunhar uma faca de cozinha, anunciou esta quinta-feira, a GNR.

Em declarações à Lusa, fonte do gabinete de Comunicação e Relações Públicas do Comando Territorial do Porto avançou que o alegado agressor, de 61 anos de idade, “vivia na mesma residência com a ex-mulher, de 56 anos, e um filho maior de idade” e que este mês terá tentado asfixiar a ex-mulher, “chegando a empunhar uma faca de cozinha, dizendo que a matava”.

A GNR indica que foi dado cumprimento a um mandado de detenção que culminou na detenção do agressor.

Depois de ter sido ter sido ouvido na quarta-feira, dia 27 de novembro, no Tribunal Judicial do Porto, o detido vai ficar com pulseira eletrónica e ficou proibido de se aproximar da vítima num “raio de 800 metros”, bem como ficou proibido de contactos “por qualquer meio com a vítima, proibição de aquisição e detenção de armas de qualquer natureza”.

Durante a uma investigação policial ao caso, foi possível apurar que o “suspeito esteve casado com a vítima até 2012, altura em que ocorreu o divórcio na sequência de um episódio violento com recurso a arma de fogo, no qual chegou mesmo a ser efetuado um disparo”, acrescenta a GNR em comunicado.

O homem foi detido após o cumprimento a um mandado de detenção.