Um homem foi detido esta quarta-feira pela PSP, na sequência de crimes de violência doméstica praticados no concelho de Óbidos. Segundo as autoridades, o suspeito violou e agrediu a vítima durante dez meses.

A continuação dos atos levou a que a mulher tenha terminado a relação no dia anterior à detenção. A vítima, de 38 anos, era alvo de agressões físicas, verbais e psicológicas.

O suspeito, de 28 anos, não terá aceitado o fim da relação, o que desencadeou novo episódio de violência. Aguardou que a mulher saísse do trabalho, para depois a perseguir e ameaçar, tentando obrigá-la a entrar no seu carro. Acabou por lhe roubar o telemóvel, mas foi detido pouco depois, no Bombarral.

O telemóvel foi recuperado e no seguimento das diligências policiais foi apurado que o suspeito não tinha habilitação legal para conduzir", acrescenta o comunicado.

O detido foi, entretanto, constituído arguido e presente ao Tribunal Judicial de Alcobaça, onde lhe foram aplicadas as medidas de coação. Fica proibido de frequentar e permanecer na residência e no local da vítima, bem como de a contactar. Está ainda sujeito a vigilância com pulseira eletrónica.

António Guimarães