A GNR do Porto constituiu arguido um homem de 58 anos por suspeitas de violência doméstica durante seis anos sobre a companheira, na Trofa, e apreendeu material informático que continha fotografias e vídeos da vítima, foi anunciado esta quinta-feira.

Em comunicado, o Comando Territorial do Porto da GNR refere que o suspeito foi constituído arguido na terça-feira, na Trofa, pelo Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Especificas do Porto.

No seguimento de uma investigação por violência doméstica, os militares deram cumprimento a dois mandados de busca, um domiciliário e outro em veículo", refere a nota de imprensa, que acrescenta que ter sido possível perceber “que o suspeito viveu com a vítima, sua companheira, de 44 anos, pelo período de seis anos, durante os quais era constantemente agredida física e psicologicamente".

A GNR informa ainda que, no seguimento das buscas, "foi apreendido ao agressor material informático que continha fotografias e vídeos íntimos da vítima".

O suspeito, já com "antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime”, ficou “sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência", conclui.