A GNR apreendeu duas armas e mais de quatro mil munições no âmbito de um processo de violência doméstica, no concelho de Guimarães.

“Os militares da Guarda apuraram que o agressor, de 79 anos, infligiu maus-tratos verbais, psicológicos e ameaças de morte à vítima, sua companheira de 75 anos, causando-lhe constante medo e inquietação”, conta a GNR, em comunicado.

O Comando Territorial de Braga, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) de Guimarães, acrescenta que, no decorrer das diligências, apurou que “o suspeito era detentor de armas”, razão pela qual “foi dado cumprimento a um mandado de busca domiciliária”.

Os militares da GNR apreenderam na casa do septuagenário uma arma de ar comprimido, com mira telescópica, de calibre 4.5 milímetros (mm) e uma pistola de fulminantes.

Além disso, o homem tinha em sua casa 2.742 chumbos de calibre 4.5mm, 1.092 munições de calibre .22 mm, 888 cartuchos de calibre 12mm, 120 fulminantes, quatro munições de alarme e duas munições de calibre 6.35mm.

Após a detenção, ocorrida na segunda-feira, o suspeito foi constituído arguido e os factos remetidos para o Tribunal Judicial de Guimarães.

. / CP