Uma mulher de 39 anos foi detida, este fim de semana, em Coimbra, pelo crime de violência doméstica sobre o companheiro e ameaças aos elementos da Polícia de Segurança Pública (PSP) que se deslocaram ao local, anunciou esta segunda-feira esta autoridade.

No dia 13 de novembro, cerca das 23:50, foi detida uma mulher de 39 anos, pela prática do crime de violência doméstica contra o seu companheiro, um homem de 53 anos”, revela a PSP de Coimbra, numa nota hoje divulgada.

O comunicado explica que, tendo a PSP “conhecimento de que estaria em curso o referido crime, prontamente” enviou elementos ao local onde “constataram que as portas das janelas da residência se encontravam abertas, sendo audível do exterior diversos gritos”.

Assim como se encontravam “diversos bens da residência espalhados na via pública” e a mulher, “quando se apercebeu da presença policial, injuriou e ameaçou de morte, com recurso a uma faca que empunhava na mão, os polícias e o seu companheiro”.

Foi detida e houve necessidade de recorrer à força física estritamente necessária para retirar a faca da mão da suspeita”, acrescenta a mesma nota.

Por outro lado, no domingo, a PSP também deteve um homem de 31 anos, após ter sido chamada a uma artéria da cidade da Coimbra, onde ocorreu um acidente de viação que provocou danos materiais em ambas as viaturas envolvidas.

De acordo com a Polícia, o indivíduo “adotou uma postura muito exaltada, nada colaborante e jocosa dirigida aos polícias, tentando opor-se a que os mesmos fizessem o seu trabalho”.

Advertido, de que a sua postura não era correta, o homem deslocou-se para uma esplanada ali existente tendo sido necessário retirá-lo daquele local, momento em este ofereceu resistência, provocando o desequilíbrio ao polícia e a si mesmo, causando uma lesão no dedo mindinho do elemento policial, que careceu de receber tratamento hospitalar”, refere.

A PSP conta ainda que o homem “continuou com a sua postura de resistência e houve necessidade de pedir reforço policial para o local” e, “sujeito ao teste de pesquisa de álcool a partir do ar expirado, acusou uma TAS [taxa de álcool no sangue] de 1,97 g/l [gramas por litro]”.

/ BMA