Uma mulher de 54 anos entrou esta manhã, pelas 11:00, no posto da GNR da Moita e confessou ter assassinado o companheiro, de 27 anos, à facada. 

Ao que a TVI conseguiu apurar, a mulher tinha várias marcas de agressões no corpo e disse aos militares que tinha cometido o crime em legítima defesa, uma vez que era vítima de violência doméstica. 

O crime aconteceu esta manhã, no rés do chão de um prédio, na Moita, no distrito de Setúbal, depois de a suspeita ter saído de casa para levar o filho à escola.

Segundo contaram vizinhos e amigos à TVI, a mulher já teria confessado ser vítima de agressões por parte do companheiro.

A Polícia Judiciária foi chamada ao local e está já a investigar o caso.