Um homem indiciado por exercer violência psicológica sobre a ex-mulher, que por algumas vezes acionou o dispositivo de teleassistência, ficou sujeito a pulseira eletrónica e proibido de qualquer contacto com a vítima, anunciou esta sexta-feira a GNR do Porto.

Em comunicado, esta força policial adianta que o suspeito, de 51 anos, foi detido no âmbito de um processo de violência doméstica em Felgueiras, distrito do Porto.

Apurou-se que o agressor, por não aceitar a separação, exercia violência psicológica contra a vítima, sua ex-mulher de 44 anos, proferindo também ameaças de morte e ofensas verbais na presença dos filhos menores”, refere.

A vítima, que estava integrada no programa de teleassistência para vítimas de violência doméstica, acionou, por algumas vezes, o equipamento que lhe foi entregue, acrescenta.