O suspeito de tentativa de homicídio da companheira, ao final da tarde de quarta-feira, em Lamego, e que se pôs em fuga, foi encontrado durante a noite na zona de Castro Daire, disse à agência Lusa fonte da GNR.

“Ontem [quarta-feira] cerca das 18:40 tivemos conhecimento de uns possíveis disparos na zona de Cambres, em Lamego”, feitos por “um indivíduo do sexo masculino” contra uma mulher, que seria a sua atual companheira.

Ter-se-ão tratado de “disparos à queima-roupa, no sentido de, eventualmente, de lhe tirar a vida”, admitiu Adriano Resende, do gabinete de relações públicas do Comando Territorial da Guarda Nacional Republicana (GNR) em de Viseu.

A mesma fonte referiu que quando os militares da GNR chegaram ao local, a “vítima já estava a ser socorrida pelo INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica”), com uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER), sendo, no entanto, “helitransportada para o Porto”.

O tenente-coronel Adriano Resende adiantou ainda à agência Lusa que, de acordo com as informações entretanto recolhidas, “o suspeito é da zona de Resende” e que a GNR desencadeou, de imediato, uma “operação de localização e captura” em toda a região envolvente.

Com as informações que íamos recolhendo e com a colocação de homens em pontos-chave, acabámos por localizar e capturar o cidadão já noite dentro na zona de Campo Benfeito, na área de Castro Daire e no limite com Lamego e Resende”, especificou.

De acordo com a mesma fonte e em função das informações prestadas pelo INEM no local, a vítima dos disparos, quando foi helitransportada para “um hospital do Porto, encontrava-se estável e, aparentemente, já fora de perigo”.

O suspeito, de 43 anos de idade, foi entregue à Polícia Judiciária de Vila Real, que assume o comando da investigação, uma vez que se trata de um crime com arma de fogo, conclui.

. / MJC