A Proteção Civil registou 60 ocorrências, incluindo 42 quedas de árvores, devido ao mau tempo que se faz sentir desde a noite de quinta-feira, que está a afetar sobretudo o norte e centro de Portugal continental.

Fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil explicou que o distrito de Viseu tem sido o mais afetado pelo mau tempo e avisou que o estado de alerta especial pela passagem da depressão Alex vai manter-se em vigor até às 20:00.

"Os distritos mais afetados foram os do norte e centro, em particular os da faixa litoral e o Distrito de Viseu, que foi aquele que registou o maior número de ocorrências associadas ao vento forte que se faz sentir na região", disse à Lusa aquela fonte.

Durante a noite foi registado um total de 60 ocorrências: 42 quedas de árvores, doze ocorrências associadas a limpeza da via, quatro a quedas de estruturas e dois aluimentos. 

"Mantêm-se as recomendações e o estado de alerta especial para os distritos do norte e centro, a norte do rio Tejo, até às 20:00", disse a mesma fonte.    

De acordo com a Proteção Civil, vai sentir-se a diminuição da precipitação durante as próximas horas, sendo que os fatores meteorológicos com mais "severidade" vão ser a agitação marítima - que se vai fazer sentir até sábado - e o vento forte sobretudo nas terras altas que deverão atingir entre os 90 e os 110 quilómetros, em particular na Serra da Estrela. 

O litoral vai ser afetado com ventos fortes que podem vir a atingir os 70 quilómetros horários.

/ LF