Um avião C-130 da Força Aérea Portuguesa (FAP) aterrou esta tarde na Base Aérea de Monte Real, Leiria, com o papamóvel que transportará Francisco durante a sua visita a Portugal, disse à agência Lusa fonte da FAP.

Segundo a FAP, o Hércules C-130 descolou de manhã da Base Aérea n.º6, no Montijo, com destino ao aeroporto de Roma/Ciampino para transportar para Portugal o papamóvel, tendo o avião de carga aterrado pelas 17:30 na Base Aérea n.º5 (BA5) de Monte Real.

Esta é uma das missões atribuídas à FAP, a quem caberá igualmente transportar o papamóvel de regresso a Roma, assim como outra viatura e material que também foram enviados pelo Vaticano.

Os aviões que transportarão o Papa de Roma para Portugal e no regresso à capital italiana serão ainda escoltados por dois caças F-16, dentro do espaço aéreo nacional.

Além do dispositivo e das medidas permanentes para assegurar o comando e controlo do espaço aéreo, serão aplicadas pela FAP e pela Autoridade Aeronáutica Nacional, “medidas excecionais” nos locais de passagem e permanência de Francisco e dos peregrinos, nos dias 12 e 13 de maio, durante a peregrinação do Papa ao santuário de Fátima. Uma dessas medidas é a restrição do espaço aéreo.

A FAP vai empenhar os meios disponíveis em permanência “ao serviço de Portugal e dos portugueses”, mas também os que decorrem do seu envolvimento “mais direto na visita apostólica”, nomeadamente um helicóptero Alouette III.

Nestes meios aéreos incluem-se também os caças F-16, sediados na BA5, utilizados na defesa do espaço aéreo nacional, e que estão em alerta permanentemente.

A FAP vai ainda disponibilizar dois helicópteros EH-101 para o transporte do Papa e do presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, da BA5 para o santuário de Fátima.

O Papa aterra a 12 de maio na BA5 num Airbus da companhia Alitalia, proveniente de Roma. Após as celebrações do 13 de maio, Francisco regressa à BA5, de onde descola de regresso a Roma, desta vez a bordo de um avião da TAP.

/ CP, com Lusa