O Vice-Reitor do Santuário de Fátima pediu para abandonar o sacerdócio, anuncia um decreto emitido pelo cardeal António Marto e citado esta quinta-feira pelo jornal Região de Leiria.

De acordo com o decreto de suspensão, o padre Vítor Coutinho solicitou a dispensa das “obrigações do estado clerical e do celibato” ao Papa Francisco, pessoa a quem cabe a autorização do fim do sacerdócio.

Vítor Coutinho, não tendo ainda indicações do chefe da Igreja Católica, foi suspenso pelo cardeal António Marto das suas funções no ministério sacerdotal.

O padre que pede o abandono das suas funções chegou mesmo a ocupar cargos de grande relevo na diocese de Leiria. Foi chefe do gabinete do Cardeal, antes de ocupar o cargo de Vice-Reitor do Santuário de Fátima.

Vítor Coutinho, de 55 anos, foi ordenado padre em 1991 e era presbítero da Diocese de Leiria-Fátima. Foi também coordenador da comissão responsável pela celebração do Centenário das Aparições de Fátima, tal como foi diretor de comunicação da visita do Papa Francisco a Fátima, em maio de 2017.

É doutorado em Teologia, com especialidade em Ética Teológica, pela alemã Westfälische Wilhelms-Universität Münster.