O Tribunal de Guimarães aplicou prisão preventiva a um homem de 65 anos que agrediu um familiar com um “objeto pontiagudo” em Vizela, no distrito de Braga, anunciou esta segunda-feira a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a PJ adianta que há a “possibilidade” de o arguido passar para prisão domiciliária se forem reunidos os meios técnicos e condições adequados.

O arguido é suspeito da prática de crimes de homicídio na forma tentada, dano com violência e detenção de arma proibida.

Os factos ocorreram durante a tarde de sexta-feira, tendo o presumível autor, após uma perseguição automóvel de várias centenas de metros, abalroado a viatura da vítima e provocado o seu despiste.

“De seguida, cravou nas costas do ofendido, com um só golpe, um objeto pontiagudo, só terminando a agressão após intervenção das testemunhas”, acrescenta.

A vítima e o agressor foram tratados no hospital e encontram-se livres de perigo.

As diligências efetuadas de imediato permitiram recolher “consideráveis elementos de prova”, tendo o agressor sido detido com a colaboração da GNR.

/ RL