O vento forte que se faz sentir no aeroporto da Madeira está esta segunda-feira a condicionar o normal movimento de aviões. Foram cancelados 11 voos, mantendo-se ainda cinco divergidos para outros aeroportos.

De acordo com fonte da estrutura aeroportuária, que falava perto das 20:30, estão "cinco aviões distribuídos por Faro, ilhas Canárias e Lisboa", adiantou. Os 11 voos cancelados, disse a mesma fonte, eram provenientes de locais como Newscastle, Lisboa, East Midlands, Paris e Furteventura.

Até às 16:30, 18 aeronaves tinham sido desviadas. Cinco aviões para a ilha do Porto Santo, dez para as ilhas Canárias, um para Faro e dois para Lisboa, segundo fonte do aeroporto do Funchal, citada pela agência Lusa.

De acordo com a previsão para hoje do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o vento pode chegar aos 85 quilómetros/hora na zona lesta da ilha da Madeira, local da pista do aeroporto, condição que se deve manter até muito perto do final deste dia.

Num destes aviões deveria ter chegado a prémio Nobel da Literatura Svetlana Alexievich, que vai participar na edição deste ano do Festival Literário da Madeira e que deveria ter sido recebida pelo presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, numa audiência entretanto adiada.

O arquipélago da Madeira mantém um aviso amarelo até perto das zero horas de dia 14, devido à previsão de vento forte e agitação marítima, informou o IPMA.

A Capitania do Porto do Funchal aconselhou hoje o regresso das embarcações aos portos de abrigo devido aos avisos de agitação marítima e de vento forte.