A GNR intensificou o policiamento de proximidade nas zonas mais populosas do país para prevenir assaltos a residências e furtos a turistas que estejam neste fim de semana prolongado, anunciou hoje esta força policial.

As ações de sensibilização, que decorrem de hoje até 14 de junho em todo o território português, têm “um cariz marcadamente preventivo”, explica a Guarda Nacional Republicana em comunicado, lembrando também que o policiamento de proximidade “será intensificado” nas zonas mais populosas.

A GNR aconselha os turistas a guardarem os objetos mais valiosos ou que sejam alvo de furto nos cofres das habitações que os tenham, bem como diz que não devem sair de casa sem verificarem se janelas e portas ficaram bem fechadas e durante a noite recomenda que não devem dormir de janelas abertas.

Nas ações em curso, a GNR está a contactar a população para sensibilizá-la a adotar comportamentos que previnam riscos e perigos com o propósito de dissuadir a criminalidade para com os turistas.

A GNR quer ainda reforçar a corresponsabilização de todos os parceiros nacionais e locais ligados ao setor do turismo com o objetivo de os transformar em parceiros locais de segurança.

Além disso, a GNR alerta os turistas a nunca deixarem objetos de grande valor à vista nas residências onde estão e sobretudo a terem cuidado quando o quarto ou a habitação está acessível da rua ou está situada no rés-do-chão.

Quando em passeio a pé, a GNR adverte para o facto de os turistas evitarem andar sozinhos em zonas isoladas e em horas com menor número de pessoas, a não mostrarem joias, relógios ou outros objetos de valor elevado e a nunca juntar os códigos e os cartões de crédito.

A GNR avisa ainda que quando em passeio ou visita a locais turísticos usando o automóvel, os turistas não devem deixar objetos à vista no interior das viaturas.