O semanário «Sol» avança esta sexta-feira que «o plano de controlo da comunicação social ia muito além da compra de 30% da TVI».

«Sol» lança edição à tarde com novas revelações

Segundo as escutas interceptadas, em sintonia com a tomada da Media Capital, a estratégia passava pela compra de um grande grupo de comunicação social, que se tornaria parceiro estratégico da PT: numa primeira fase seria a Cofina ou a Impresa, e no fim surgiu a hipótese do grupo Controlinveste de Joaquim Oliveira.

Sindicato dos Jornalistas critica semanário «Sol»

Para conseguir liquidez, o BCP emitiu, por essa altura, 300 milhões de obrigações. A ideia era que a PT subscrevesse algumas dezenas de milhões. Em troca, a PT poderia fazer algum investimento no maior banco privado português.

Saiba tudo sobre esta notícia aqui



PT/TVI: Um negócio falhado em quatro dias
Redação / CPS