Mesmo que o TAD desse razão ao Sporting nesta segunda-feira e João Palhinha fosse despenalizado para defrontar o Benfica, Ruben Amorim não lançaria o jogador.

A garantia foi dada pelo próprio na antevisão ao dérbi e o treinador dos leões fundamentou as razões para essa decisão. «Treinei com um jogador [para a posição] e o Palhinha não vai jogar. Para mim, é um dado adquirido que o Palhinha não vai jogar. E se ele não vai jogar, era incapaz de tirar amanhã à última da hora o jogador que fez o treino hoje. Ando aqui há uns tempinhos e percebo que isto não vai ser tao rápido. Nunca tive muitas esperanças de que o Palhinha pudesse jogar. Nem para estágio vai», apontou.

Matheus Nunes deverá ser o eleito do treinador do Sporting para ir a jogo, repetindo com João Mário a dupla do último jogo com o Boavista.

Amorim reconhece que Palhinha é um jogador importante, admitiu que os leões serão sempre diferentes sem ele e aprofundou um pouco esse tema. «Obviamente que o Palhinha é um jogador importante. Tem características muito específicas que não encontramos no plantel. Vamos lá de outra forma. Quem jogar naquela posição terá outras características. De certeza que vamos perder no confronto físico, na capacidade de luta e até na capacidade de construir, apesar de não se falar muito nessa característica do Palhinha, que tem vindo a melhorar nisso. É um jogador muito rotinado naquela posição», começou por dizer.

«Talvez os dois jogadores que jogarem lá vão ter de dividir mais funções, o que dará outro estilo ao jogo e será também uma surpresa boa», rematou.

David Marques / Estádio José Alvalade, Lisboa