Após o empate com o Rio Ave para o campeonato, Silas assumiu que o jogo de Vila do Conde foi o pior do Sporting desde que chegara a Alvalade, em setembro de 2019.

Cinco dias depois, a equipa leonina derrotou o Istambul Basaksehir na Liga Europa por 3-1 e Silas, já na antevisão ao duelo com o Boavista para a liga, mostrou-se satisfeito com a exibição realizada.

Questionado acerca da inconstância exibicional da equipa, acentuada de uma competição para a outra, o treinador do Sporting indicou a necessidade de mudar as peças no onze como a principal razão para este facto. «Não podemos tirar três ou quatro jogadores e pensar que a equipa pode render sempre no seu máximo. Temos de, aos poucos, ir adaptando coisas com os jogadores que temos. (...) Tentamos sempre que essa consistência esteja presente, mas no futebol não é tirarem-nos quatro ou cinco jogadores, carregar num botão e aparece tudo de um momento para o outro», referiu, lembrando as baixas por lesões, castigos, e a recente saída de Bruno Fernandes.

David Marques / Academia do Sporting, Alcochete