Ruben Amorim pode chegar este domingo às cinquenta vitórias na Liga e, a confirmar-se, será o treinador português a alcançar esta marca com o menor número de jogos realizados, só ultrapassado por Jimmy Hagan e Bela Gutmann no Benfica.

«É um bom sinal, mas não conta muito. O mister Jesus tem muitos mais títulos, o Sérgio Conceição também, com trabalhos na Europa muito bons. Para ele é sempre normal passar aos oitavos. Olho muito para isso. Fico contente por vencer, porque gosto, mas dou mais valor aos títulos e aos jogadores. Eles estão muito à minha frente», comentou.

Apesar de tudo, o treinador encara esses números como um factor positivo, até porque, afinal de contas, são vitórias. «É sempre um dia novo e queremos sempre mais, mas é um sinal que estamos no bom caminho», acrescentou.

Ricardo Gouveia / Alcochete