Silas, treinador do Sporting, em declarações aos jornalistas após o triunfo por 3-1 sobre o V. Setúbal. O técnico esclareceu a ausência de Marcos Acuña:

«É muito simples. Tinha uma pequena mialgia. Nada do que se disse [n.d.r.: que se tinha recusado a jogar por questões relacionada com o contrato e a indisponibilidade da direção para o transferir] é verdade. Não jogou porque tinha uma mialgia e não queríamos arriscar, e também porque tinha quatro amarelos. Achámos que se ele jogasse aqui não jogava para a semana. Houve duas razões para o Marcos não ter jogado.

Naturalmente que pensei no cartão. Já sei como o Marcos é, os jogadores do Vitória sabem como ele é e toda a gente sabe que ele vive muito o jogo.»

David Marques / Estádio do Bonfim, Setúbal