O treinador do Sporting, Ruben Amorim, em declarações na conferência de imprensa após a vitória frente ao Moreirense (1-0), em jogo da nona jornada da Liga:

[Resposta após o jogo com o Besiktas] Gostei, mas é difícil. Fisicamente não se notou, mas na concentração notou-se um pouco. Mas é normal. Eles deram tudo, no início tivemos alguma dificuldade em acertar as marcações, mas depois acertámos. Tivemos várias oportunidades, demos mais espaço do que o normal, mas o Moreirense jogou sempre em bloco baixo. A vitória é justa. Não foi dos melhores jogos, mas foi uma boa resposta.

[Apoio dos adeptos] Têm tido influência, temos tido o apoio dos adeptos, méritos para estes rapazes que trouxeram os adeptos de volta para o futebol. O ambiente é completamente diferente. Estou feliz por os meus jogadores viverem estes momentos, mas sabemos que há momentos em que isto vai virar ao contrário.

[O que acha do voto de confiança dos adeptos ao presidente com a aprovação do relatório e contas?] Não foi o presidente que venceu, foi o Sporting. Não vou meter-me em coisas que não sei. Quem ganhou hoje foi o Sporting, todos os que votaram contra ou a favor são do Sporting, têm ideias diferentes e ainda bem, é assim que funciona a democracia.»

Rafael Vaz / Estádio de Alvalade, Lisboa