Contratação mais sonante do Sporting na última época, Paulinho tem sido titular indiscutível para Ruben Amorim, mas tarda a justificar essa aposta com golos.

Na conferência de imprensa de antevisão ao encontro frente ao Marítimo, o técnico leonino voltou a sair em defesa do avançado.

«O Paulinho tem de fazer o que tem vindo a fazer, tem jogado muito bem. Os golos dão sumo aos avançados, mas olhamos para muito mais do que isso», começou por dizer.

«Ele é o primeiro a perceber que não podia falhar alguns golos, mas está muito bem, melhorou a equipa, inclusive o Tiago Tomás, porque todos os dias o ajuda. Os golos não são o mais importante. Esses pormenores é são muito importantes», prosseguiu.

Por falar no ataque, Pedro Gonçalves, o melhor marcador do campeonato na temporada passada, tem estado lesionado. Questionado sobre se a equipa estava menos dependente de Pote, Amorim reconheceu que o internacional português faz falta.

«O Pote é muito importante, é normal, não só pelos golos que marca, mas pela atitude. Mas a equipa teve sempre o mesmo comportamento durante este tempo. Aqui ou ali sente-se a falta do Pote, como se sentiria de outros», atirou.

Rafael Vaz / Estádio de Alvalade, Lisboa