João Mário, um dos donos do meio-campo que levou o Sporting à conquista do título de campeão nacional, já não mora em Alvalade.

Mais do que a perda de um jogador que foi também formado no clube, o nome do médio tem sido tema de debate por ter ‘cruzado’ a Segunda Circular para jogar no Benfica, grande rival dos leões.

Agora, na véspera do arranque da nova época, Amorim foi questionado sobre as opções para a vaga deixada vaga por João Mário, explicando o que pode dar cada um dos jogadores que tem para jogar no meio-campo.

«O João Mário foi muitas vezes titular e tem uma experiência diferente. Esteve muitos anos ao alto nível, segura muito bem a bola e tem muita experiência. O Dani [Bragança] também tem essas características, tem um talento enorme e vai crescer. O Matheus Nunes é um jogador completamente diferente. É mais rápido, mais forte, joga entre linhas, consegue avançar com a bola. De acordo com o jogo, temos de ver a melhor opção», começou por analisar.

«O Sporting está bem nessa posição, não precisamos de mais jogadores para ali, porque temos mais o Tabata. Mesmo jogando no meio-campo, pode jogar a dez, se calhar é o melhor a jogar entrelinhas de costas para a baliza. Por isso, estou muito satisfeito com os jogadores que temos», acrescentou, recusando comentar a possível chegada de Ugarte por este não ter sido ainda oficializado pelo Sporting.

Adérito Esteves / Estádio José Alvalade, Lisboa