Sérgio Conceição, treinador do Fc Porto, em declarações na sala de imprensa do estádio São Miguel, após a derrota frente ao Santa Clara que ditou o afastamento da Taça da Liga, a uma jornada do final da fase de grupos:

«O jogo não se resume apenas à eficácia. Obviamente que tivemos muitas ocasiões para fazer vários golos, mas não os fizemos.

Não podemos tirar o mérito ao Santa Clara pelo bom jogo que fez, que eu acho que é fundamental no futebol. Foi uma equipa muito agressiva, principalmente, quando ficou por cima no marcador. Foi uma equipa que reagiu sempre muito bem à primeira bola, sempre com muitos jogadores na zona da bola e sempre muito focados e com uma concentração competitiva muito boa. 

Nós entramos bem no jogo, mas sempre chegando ao último terço com uma ou outra situação em que podíamos definir e finalizar melhor, mas não o fizemos.

No lance que me parece falta sobre o Grujic, em que ele teve de sair e foi canto, num espaço em que ele é fortíssimo, no primeiro poste, o Santa Clara faz o golo. Obviamente que isso moraliza a equipa adversária. Nós fomos à procura de fazer o golo, de empatar ainda no primeiro tempo para, depois, resolver o jogo, mas a verdade é que viemos a sofrer o segundo golo, através de um erro individual, que deixou o jogo mais difícil.

Tivemos mais coração do que cabeça na procura do golo, que acabamos por fazer, criando várias situações para conseguir no mínimo empatar este jogo, mas o Santa Clara esteve sempre muito o focado. Há que dar mérito ao Santa Clara. Obviamente que o responsável sou eu, dentro daquela que foi a estratégia definida”.

Faltou eficácia ofensiva e defensivamente e sermos mais assertivos a nível individual. Cometemos alguns erros que não é normal. Mas isso não retira nada do que foi o mérito do Santa Clara.»

Rui Pedro Paiva / Estádio de São Miguel, Açores