Declarações do treinador do Leça, Luís Pinto, no Estádio do Leça FC, após a vitória sobre o Arouca, no desempate por penáltis, na terceira eliminatória da Taça de Portugal:

«Ao levar aquele golo perto dos 90 minutos, toda a gente fica a pensar que a equipa não vai ter capacidade para reagir e nós acreditámos que íamos ter essa capacidade. Reagimos e, depois, eles têm uma oportunidade no prolongamento, nós também. Nos penáltis, acho que fomos mais competentes.»

[Se a vitória no tempo regulamentar era merecida:] «Na primeira parte acho que fomos bastante superiores, dentro das diferenças de uma equipa para a outra. Na segunda parte, tivemos de remeter-nos mais a defender, mais por obrigação do que por querer, porque o Arouca estava a empurrar-nos. Mas acho que dada a diferença de escalões e dado o que foi apresentado em campo, se tivéssemos saído com a vitória nos 90 minutos, teríamos sido justos vencedores.»

[Até onde pode chegar este Leça na Taça:] «Amanhã temos treino de manhã, por isso eles têm de chegar aqui amanhã, outra vez (risos). É a nossa obrigação. Preparar o próximo jogo, com o Gondomar. Isso sim, é importante. Vamos desfrutar da vitória, claro. Feito importante, a cidade e o clube precisavam, para haver mais pessoas, porque as pessoas têm apoiado imenso. Desde o primeiro jogo em Espinho que sentimos apoio tremendo dos adeptos. Se der para juntar mais massa a estes adeptos, fantástico. O nosso lema é: amanhã estamos aqui para trabalhar.»

[Quantos treinos de penáltis fez durante a semana:] «Todos. Cinco. Fizemos em todos os treinos. Foi mais para descargo de consciência dos jogadores, porque eu acredito que os penáltis têm muito a ver com preparação, mentalidade e não tanto com a execução, porque a pressão da passagem de eliminatória, num treino não existe. Mas como os jogadores gostam e sentem-se bem a fazer isso, treinaram todos os dias os penáltis. Eu disse-lhes na brincadeira que não íamos precisar dos penáltis. Felizmente, porque passámos, por isso ótimo.»

[Próxima eliminatória:] «É o que o sorteio ditar, não posso pedir grande coisa. Sabemos que se for um grande e for em nossa casa traz um ambiente fantástico, se calhar a possibilidade de o clube quase fazer, financeiramente, a época. Do ponto de vista desportivo, também já nos davam derrotados com o Lourosa, como derrotados hoje. Temos de fazer o nosso trabalho, sabendo que 1 contra 11 podemos ganhar, ou perder. É futebol.»

[Se a exibição de Gustavo, só utilizado na Taça, dificulta opções:] «Felizmente, tanto o João [Pinho] como o Gustavo têm-se apresentado a um nível altíssimo. O Ramalho, terceiro guarda-redes, até está lesionado, mas o João e o Gustavo sabem que confio muito neles, por isso se precisar de utilizar o Gustavo no campeonato, sei que tenho ali um guarda-redes com o qual posso contar. Se precisar do João Pinho na Taça, sei que posso contar com ele. Trabalham os dois muito para poder jogar.»

Ricardo Jorge Castro / Estádio do Leça FC, Leça da Palmeira