FIGURA: Franco Cervi
Irrequieto, motivadíssimo, um quebra cabeças irresolúvel para a defesa do Paredes. Bateu o livre para o golo de Samaris e não parou um segundo, dizendo a Jorge Jesus que quer mais minutos nos jogos realmente a doer. Na segunda parte esteve duas vezes perto do golo, mas Marco Ribeiro fez defesas espantosas. Uma boa amostra do Chucky que levou o Benfica a ir buscá-lo à Argentina em 2016. Escapou à dispensa na época passada e está determinado em repetir a façanha. O pequeno esquerdino tem sete vidas.

MOMENTO: Samaris decidiu (minuto 26)
No melhor período do Benfica, o médio grego subiu bem e cabeceou para o fundo da baliza do Paredes. Um bom golo, a dar a melhor sequência ao livre batido por Franco Cervi na esquerda. Ainda faltava muito tempo, quase todos terão pensado logo numa goleada do Benfica, mas o Paredes esteve bastante sólido até ao fim.

MENÇÃO HONROSA: Marco Ribeiro
O menino criado no Salgueiros e no Paços de Ferreira aproveitou a montra da Taça de Portugal para mostrar o que vale. Seguríssimo em todos os momentos, tanto com os pés como nas saídas da baliza, brilhou em duas defesas no segundo tempo. Concentrado e vivo, Marco marcou pontos importantes na luta pela titularidade no Paredes [Ivan Cruz tem sido o escolhido no Campeonato de Portugal] e no desejado regresso às ligas profissionais.

- -

OUTROS DESTAQUES

Marcão

Figura imponente no meio-campo paredense. 31 anos, saltimbanco do futebol, experimentadíssimo e ainda em condições de subir um patamar dentro do futebol português. Um muro granítico, rochoso e impenetrável. Ganhou no ar, ganhou pela relva, agressivo e duro. Faltou uma lucidez superior na hora de distribuir jogo.

Samaris
Depois do péssimo regresso contra o Sp. Braga, o grego precisava de um jogo assim. Muita bola, influência no processo ofensivo e um golo de cabeça, aproveitando uma bola parada batida na esquerda. Pareceu mais solto e seguro no passe, mesmo sabendo que o grau de dificuldade desta visita a Paredes em nada se assemelhava ao que resultou do Benfica-Sp. Braga na Liga.

Facundo Ferreyra
Mexeu-se muito, quis aparecer, pediu cruzamentos e passes frontais, mas esteve bem marcado por Henrique e Amadeu. Destacou-se em dois desvios de cabeça. Um passou por cima e o outro foi bem parado por Marco. Para voltar a ser uma opção séria no Benfica, tem de jogar mais vezes e deixar a sua marca de uma forma mais contundente. Facundo tem de mostrar mais felicidade em campo também, pois parece triste.

Ismael
O feirante do Paredes foi uma seta apontada à baliza de Helton. Uma motinha. Foi para cima de João Ferreira e obrigou o lateral a um jogo de atenção permanente. Foi o autor do primeiro remate do Paredes, aos 37 minutos, e obrigou Helton Leite a uma defesa a dois tempos.

Gilberto
Um jogo à sua medida. Atacar, atacar, atacar, tabelar e cruzar, sem grandes preocupações defensivas. A aparição mais colorida do lateral desde a chegada a Portugal


 

Pedro Jorge da Cunha / na Cidade Desportiva de Paredes