Declarações de Tiago Margarido, treinador do Canelas 2010, após a derrota por 1-0 frente ao Académico Viseu, nos quartos de final da Taça de Portugal:

«Primeira parte ombreámos olhos nos olhos, conseguimos pressionar um pouco mais alto. Na segunda parte mais retraídos, eles estavam a dificultar a nossa construção desde trás. O mais justo seria irmos para prolongamento, os jogadores foram guerreiros, deixam-nos orgulhosos»

«Este trajeto histórico deixa-nos muito orgulhosos, temos de valorizar o que fizemos»

«O nosso segredo é trabalho árduo, muito focados, um clube muito trabalhador e com muita ambição»

[jogo serviu para limpar imagem negativa do clube?]

«Sem dúvida que sim, acho que está à vista que procuramos jogar bom futebol, o trajeto foi conseguido com muito mérito, e o passado é isso, passado»

[sentiu-se a diferença entre equipa profissional e amadora?]

«Foi aí que sentimos grande diferença, nos últimos minutos sentimos a diferença, pela intensidade que colocaram no jogo e fomos baixando, baixando, até não podermos mais»

[competição favorece as equipas profissionais?]

«A competição está formulada para equipas não profissionais. Os meus jogadores tiveram de faltar ao trabalho para estar aqui hoje. Deveria ter sido disputado ao fim de semana. Tivemos de alterar as nossas rotinas para estarmos todos no mesmo pé de igualdade. Mas temos de cumprir»

[Fernando Madureira ficou triste por não jogar?]

«Penso que é o tipo de jogo que todos querem jogar, o Samu entrou porque o Fábio Rola se lesionou. O guarda-redes também teve de aguentar até ao fim, em condições físicas limitadas»

«Vamos reerguer-nos, tenho um grupo de jogadores com um caracter muito forte»

Tiago Filipe Silva / Estádio Municipal do Fontelo, Viseu