Wilson Eduardo, Ricardo Horta e Adilson fizeram a história da despedida do Leça desta edição da Taça de Portugal. Após uma repescagem e uma vitória nos penáltis frente à UD Oliveirense, a equipa de Leça da Palmeira caiu em casa contra o Sp. Braga com uma derrota por 3-1.

Sá Pinto promoveu cinco alterações em relação ao onze tradicional da equipa. Nos primeiros 15 minutos os bracarenses dominaram a posse de bola, mas foi o Leça o primeiro a chegar com perigo à baliza. Na passagem do minuto 17, Van Zeller ganhou espaço e rematou fora da área. Uma grande defesa de Eduardo evitou o primeiro golo da partida.

Não festejaram os adeptos do Leça, fizeram a festa os adeptos do Sp. Braga. Aos 25 minutos, Trincão cruzou na direita, Wilson Eduardo surgiu no centro da área com um cabeceamento perfeito para o 1-0.

Perante o apoio dos seus adeptos, o Leça reagiu com personalidade ao golo sofrido. Aos 30 minutos Prazeres tentou o golo, mas a bola passou por cima da baliza de Eduardo.

FILME DO JOGO.

Aos 39 minutos Wilson Eduardo teve nos pés a possibilidade de aumentar a vantagem do Sp. Braga. No entanto, no frente a frente com Gustavo, não conseguiu fazer o 2-0. Era preciso esperar até aos 43 minutos para se gritar novamente golo: jogada rápida do contra-ataque bracarense, com Rui Fonte a desmarcar Ricardo Horta que, com um remate rasteiro aumentou a vantagem dos visitantes. A missão do Leça ficava ainda mais difícil. 

A segunda parte começou praticamente com o terceiro golo do Sp. Braga. Trincão desmarcou Rui Fonte, que viu Wilson Eduardo a entrar na área leceira e a bisar na partida.

Apesar da desvantagem de três golos, a equipa do Campeonato de Portugal não deixou de acreditar e procurou sempre o golo. Zé Carlos foi o jogador mais inconformado e por três vezes teve nos pés a oportunidade de marcar. Aos 60 e aos 70 minutos o guardião Eduardo evitou o 3-1 e aos 79 minutos um livre muito perigoso passou por cima da trave.

Mas a bancada verde e branca acabou mesmo por gritar golo. Faltavam cinco minutos para o final do jogo quando Adilson, que tinha entrado em campo aos 70 minutos, fez o 3-1 para o Leça, numa jogada em que a defesa bracarense não aliviou a bola a tempo. Até ao final da partida, registo ainda para uma bola ao poste do Leça. Diogo Viana, na tentativa de aliviar um cruzamento, desviou para o poste.

O Leça diz adeus a esta edição da Taça de Portugal, mas sob os aplausos em pé dos seus adeptos. Apesar de ter estado a perder por três golos, a equipa do Campeonato de Portugal nunca desistiu de chegar ao golo. Quanto aos bracarenses, seguem para a próxima eliminatória da competição graças a um bis de Wilson Eduardo e um golo de Ricardo Horta.

FICHA DE JOGO

Estádio Leça Futebol Clube

Ao intervalo: 2-0.

Árbitro: João Bento, auxiliado por Jorge Cruz e Tiago Costa.

Leça: Gustavo, Claudio, Paulo Lopes, Nelsinho, Van Zeller (João Paulino, 57’), Teles, Simões (João Paulo, 52’), Pecks, Zé Carlos, Vieira (Adilson, 70’) e Prazeres.

Sp. Braga: Eduardo, Diogo Viana, Wallace, Bruno Viana, Caju, Trincão, Agbo, Claudemir, Ricardo Horta (Murilo, 67’), Wilson Eduardo (Paulinho, 67’) e Rui Fonte (André Horta, 81’).

Disciplina: amarelo para Simões, 26’; amarelo para Paulo Lopes, 64’.

Golos: Wilson Eduardo, 25’ e 55’; Ricardo Horta, 42’; Adilson, 85’.

Rita Pereira