A Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) abre a partir desta quarta-feira as candidaturas para atribuir 50 bolsas de doutoramento para quem quiser investigar o SARS-CoV-2, o novo coronavírus, e a doença por ele provocada, a Covid-19.

Num nota enviada às redações, a FCT esclarece que o concurso "está orientado para a obtenção de novos conhecimentos que permitam criar competências para respostas a esta e a futuras pandemias e que se traduzam em medidas de prevenção eficientes, melhores cuidados de saúde e a um apoio efetivo aos cidadãos".

As candidaturas ao programa "DOCTORATES 4 COVID-19" prolongam-se até ao final da tarde do dia 14 de maio deste ano.

O concurso destina-se a todos os candidatos que reúnam as condições de inscrição, ou que estejam inscritos, num ciclo de estudos para a obtenção do grau académico de doutor. A duração das bolsas é anual e renovável até um prazo máximo de 48 meses, ou seja, 4 anos. 

Emanuel Monteiro