William Shatner, o famoso Capitão Kirk, da série Star Trek, chegou ao espaço a bordo da nave Blue Origin no segundo voo humano da empresa de Jeff Bezos.

A nave New Shepard descolou da base de controlo da empresa no oeste do Texas por volta das 9:50 horas (15:00 horas em Portugal), após um breve atraso.

Shatner e três outros passageiros voaram a uma estimativa de 106 quilómetros por hora através do deserto do oeste do Texas na cápsula totalmente automatizada e, depois, saltaram de pára-quedas até chegarem ao solo, num voo que durou pouco mais de 10 minutos.

Shatner tornou-se assim a pessoa mais velha no espaço, ultrapassando o recorde anterior - estabelecido por um passageiro escolhido por Bezos em julho - em oito anos.

 

 

A chegada de Shatner à Terra depois de ter completado a missão da Blue Origin

Foi diferente de tudo aquilo que descreveram”, disse Shatner quando voltou a pisar a terra.

Antes da contagem decrescente, o ator revelou que planeava passar os três minutos que iria ficar sem gravidade, a olhar para a terra, “com o nariz pressionado na janela”.

A única coisa que eu não quero ver é um pequeno gremlin a olhar para mim”, brincou, referindo-se ao enredo do episódio “Twilight Zone” de 1963 intitulado “Nightmare at 20,000 Feet”.

Bezos é um grande fã de “Star Trek” - o fundador da Amazon teve uma participação especial como um alienígena durante um dos filmes.

 

 

A saga "Star Trek", criada em 1966, tornou-se numa série de culto para os fãs de ficção científica, incluindo Jeff Bezos, que chegou a aparecer num dos muitos filmes derivados da série, em 2016, com maquilhagem alienígena.

"O Capitão Kirk, interpretado por Shatner, representa a 'fronteira final' mais do que qualquer outra pessoa para várias gerações", sendo considerado um "símbolo do interesse crescente" pela exploração do espaço, comentou o argumentista norte-americano Marc Cushman à agência de notícias France-Presse.

Esta é a segunda viagem com passageiros da Blue Origin, após o voo realizado em julho com Jeff Bezos a bordo, o fundador da empresa e da multinacional de comércio eletrónico Amazon.

A viagem de Shatner deverá contribuir para promover a empresa espacial do magnata norte-americano, num setor em que a competição é renhida, com a Virgin Galactic, do multimilionário britânico Richard Branson, a propor uma experiência semelhante.

No verão, Branson, fundador da Virgin, foi o primeiro a ir ao espaço através de meios privados, seguindo-se-lhe alguns dias mais tarde Jeff Bezos, a bordo do foguetão New Shepard. Ambos os voos duraram apenas alguns minutos.

Em setembro, a empresa SpaceX, do magnata Elon Musk, enviou quatro turistas espaciais ao espaço numa viagem de três dias em torno da Terra.