Cientistas identificaram um material sólido 'amigo' do ambiente que pode substituir os gases poluentes usados na maioria dos frigoríficos, arcas congeladoras e aparelhos de ar condicionado, foi hoje divulgado.

Trata-se de cristais plásticos de neopentilglicol que, sob pressão, produzem efeitos de arrefecimento a um nível que os torna competitivos com os refrigeradores convencionais. O termo 'plástico' em cristais plásticos não se refere à composição do material, mas à sua maleabilidade.

Segundo os investigadores, o material é eficiente, barato, funciona à temperatura ambiente e já é amplamente utilizado na síntese de tintas, lubrificantes, plásticos e poliésteres (fibras usadas em peças de roupa).

Os gases habitualmente usados na maioria dos frigoríficos, arcas congeladoras e aparelhos de ar condicionado - os hidrofluorocarbonetos e os hidrocarbonetos - são tóxicos e inflamáveis, contribuindo para o aquecimento global, refere em comunicado a Universidade de Cambridge, no Reino Unido, que participou no trabalho, publicado na revista Nature Communications.

Devido à natureza das suas ligações químicas, os compostos orgânicos como os cristais plásticos de neopentilglicol - formados por moléculas de carbono, hidrogénio e oxigénio - são mais fáceis de comprimir para produzir alterações térmicas, de acordo com a equipa de cientistas do Reino Unido e de Espanha que conduziu a experiência.