Os primeiros dois voluntários já tomaram a vacina preparada no Reino Unido, avança a BBC, nesta quinta-feira.

Os dois receberam as primeiras injeções, naquele que é também o primeiro teste em humanos na Europa.

Os ensaios clínicos estão a decorrer em Oxford, Inglaterra, e mais de 800 pessoas candidataram-se ao estudo.

Metade dos voluntários vai tomar a vacina e a outra metade uma vacina de controlo que protege contra a meningite mas não contra o coronavírus. Os voluntários não sabem que vacina vão receber.

A vacina contra o SARS-CoC-2 foi desenvolvida em menos de três meses por uma equipa da Universidade de Oxford.

Uma das coordenadoras do ensaio, Sarah Gilbert, professora de Vacinologia no Edward Jenner Institute for Vaccine Research, departamento daquela universidade, diz estar "80% confiante" de que a vacina vai resultar.

Claro que primeiro temos de testá-la e recolher os dados. Temos de provar que funciona e que as pessoas não são infetadas antes de a testarmos no resto da população. Estou muito otimista", afirmou.

Há, pelo menos, 80 ensaios clínicos em todo o mundo para a produção de uma vacina contra a Covid-19, sendo que dois dos mais avançados estão a decorrer no Reino Unido.

O governo britânico apoiou a investigação de Oxford com 2,2 milhões de libras (cerca 2 milhões e meio de euros). O outro projeto em curso, do Imperial College de Londres, recebeu 1,8 milhões de libras (aproximadamente 2 milhões de euros).

A Covid-19 já fez mais de 18.000 mortos e 138.000 infetados no Reino Unido.

Catarina Machado