A farmacêutica Pfizer a sua parceira no desenvolvimento da vacina contra a covid-19, a BioNTech, vão realizar um ensaio clínico em crianças com menos de 12 anos. O objetivo passa por tentar perceber se será possível expandir a vacinação àquela faixa etária até 2022.

Os primeiros voluntários receberam as doses esta quarta-feira, segundo revelou o porta-voz da farmacêutica norte-americana, Sharon Castillo.

A vacina da Pfizer foi a primeira a ser autorizada pela União Europeia, ainda em 2020, estando em administração em Portugal desde 27 de dezembro. Em paralelo, é também utilizada nos Estados Unidos e no Reino Unido.

O ensaio pediátrico, que vai incluir bebés com seis meses, segue uma iniciativa semelhante lançada pela Moderna.

O plano da Pfizer passa por realizar um ensaio com 4.500 participantes, onde vai ser aferida a segurança, tolerância e imunidade gerada pela vacina nos mais novos.

A farmacêutica espera ter os primeiros dados no segundo semestre do ano. Entretanto, a empresa já começou a desenvolver estudos com crianças entre os 12 e os 15 anos.

Em Portugal ainda não está definido quando começará a vacinação nos menores de 18 anos.

António Guimarães