A Comissão Europeia divulgou esta quinta-feira um vídeo relativo ao certificado de vacinação contra a covid-19, que ainda não foi aprovado, mas que se espera estar em funcionamento até junho.

Através de uma publicação no Twitter, o organismo mostra que o documento, que poderá ser digital ou físico, se aplicará a quem tenha sido vacinado contra a covid-19, tenha testado negativo ou tenha sido infetado pouco tempo antes da viagem. Cada um destes requisitos terá um certificado diferente.

O documento será sempre acompanhado de um QR Code, que permitirá às autoridades confirmar a validade dos requisitos, tendo ainda uma assinatura digital da pessoa a quem pertence.

A Comissão Europeia garante que todos os dados serão protegidos, tendo contratado uma empresa que está a trabalhar no desenvolvimento de um software específico para prevenir eventuais ataques e roubos de dados.

O certificado de vacinação poderá ser usado em todos os 27 Estados-membros da União Europeia.

António Guimarães