E com apenas um “de facto”, Elon Musk deixou o mundo das bitcoins à beira da loucura.

Tudo começou no domingo com um comentário do CEO da Tesla e da SpaceX no Twitter, quando respondeu de forma enigmática a um utilizador que dizia que os bitcoiners “vão perder a cabeça no próximo trimestre quando descobrirem que a Tesla se desfez dos seus ativos em criptomoeda”.

Com a quantidade de ódio que o Elon Musk está a receber, não o culparia”, acrescentou, referindo-se ao facto de a Tesla já não aceitar pagamentos em bitcoins.

Elon Musk respondeu "de facto", comentário que agitou os investidores e, claro, mexeu com o mercado.

Em horas, a bitcoin caiu 8%, para menos de 43.000 dólares, ainda que já estivesse a perder terreno no domingo, antes do tweet de Elon Musk.

Já nesta segunda-feira, novamente em resposta a um utilizador, que dizia que a bitcoin tinha "caído 20%" desde o comentário do multimilionário, Elon Musk esclareceu, para "clarificar a especulação", que "a Tesla não vendeu qualquer bitcoin".

Tal como aconteceu no primeiro comentário, a resposta voltou a mexer com o mercado da criptomoeda, que, depois da queda, registou uma subida imediata de 3,7%, acima dos 44.000 dólares.

Na quarta-feira, o fundador da Tesla anunciou que a empresa não iria receber mais bitcoins como forma de pagamento dos seus veículos elétricos devido a preocupações ambientais. No entanto, Elon Musk sublinhou na altura que continua a considerar o mercado da criptomoeda "uma boa ideia" e com um "futuro promissor".

Catarina Machado