Muito se tem falado sobre as consequências e mazelas provocadas pela Covid-19, no entanto, todas elas são muito centradas no sistema respiratório. Mas o novo coronavírus vai muito além disso e pode gerar uma série de problemas a nível neurológico, como um acidente vascular cerebral (AVC), delírios, ansiedade, confusão e fatiga.

Um estudo publicado na The Lancet Psychiatry revelou que foram identificadas complicações cerebrais em cerca de 125 doentes infetados com o novo coronavírus, que estavam internados em hospitais do Reino Unido. Quase metade já tinha sofrido um AVC, enquanto que os restantes apresentavam psicose ou sintomas semelhantes a demência.

Agora ficou claro que este vírus causa problemas no cérebro, enquanto que, numa fase inicial, se pensava que era apenas nos pulmões", disse Tom Solomon, um dos autores do estudo.

 

Parte destes problemas devem-se à falta de oxigénio no cérebro. Mas parece que existem muitos outros fatores, como problemas de coagulação sanguínea e uma resposta hiper-inflamatória do sistema imunológico. Também nos devemos questionar se o próprio vírus infeta o cérebro", acrescentou.

Os especialistas alegam que a reação rápida do sistema imunológico à infeção pode causar uma inflamação no corpo e no cérebro.

Muitos dos pacientes que marcaram uma consulta com um neurologista depois de terem estado infetados, mesmo com sintomatologia ligeira,  queixaram-se de problemas de memória, cansaço e dificuldades em concentrar-se e manter essa mesma concentração.

No Canadá também foi lançado recentemente um estudo que defende que o SARS-CoV-2 afeta o sistema cognitivo, principalmente dos doentes que estiveram internados em Unidade de Cuidados Intensivos.

Cláudia Évora