O número de telefone de Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, está entre as informações pessoais divulgadas num fórum de hackers no sábado. 

Os dados pessoais de mais de 500 milhões de utilizadores da rede social Facebook, incluindo números de telefone e endereços de correio eletrónico, foram divulgados "online” num fórum de 'hacking', noticiou a revista Business Insider. 

Os dados expostos incluem informações pessoais de utilizadores do Facebook de 106 países, incluindo mais de 32 milhões de registos nos EUA, 11 milhões no Reino Unido, e 6 milhões na Índia. Incluem os seus números de telefone, identidade do Facebook, nomes completos, localizações, datas de nascimento, biografias e - em alguns casos - endereços de correio eletrónico.

O investigador Dave Walker revelou que Zuckerberg, assim como os co-fundadores do Facebook, Chris Hughes e Dustin Moskovitz, estão entre os 533 milhões de utilizadores que tiveram dados pessoais postados no fórum.

"Em relação ao #FacebookLeak, das 533 milhões de pessoas - a ironia é que Mark Zuckerberg lamentavelmente está incluído", twittou Walker.

No domingo, um porta-voz do Facebook disse ao Business Insider estes "são dados antigos". "Encontrámos e corrigimos esse problema em agosto de 2019", garantiu. 

Apesar disso, Alon Gal, da empresa especializada em informações de cibercrime Hudson Rock, a primeira a descobrir a dimensão dos dados roubados, alertou que estes ainda podem fornecer informações valiosas para os criminosos informáticos.

Uma base de dados deste tamanho, contendo a informação privada, tal como números de telefone de muitos utilizadores do Facebook, levaria certamente maus elementos a tirar partido dos dados para realizar ataques ou tentativas de hacking", disse, citado pela Insider.

Maria João Caetano