O grupo sul-coreano Samsung apresentou esta quarta-feira o seu novo modelo de telemóvel chamado Galaxy Fold, que permite desdobrar o ecrã, criando um tablet.

Segundo os responsáveis da Samsung, que apresentaram o novo dispositivo na cidade de San Francisco, o modelo estará disponível a 26 de abril e terá preços a partir de 1.980 dólares. 

Dobrado, o novo smartphone terá um ecrã de 11,7 centímetros, mas, aberto, transforma-se num tablet de 18,5 cm, segundo explicou Justin Denison, diretor-geral da marca, durante uma apresentação em São Francisco, EUA.

"Promete ser uma revolução na forma como usamos os nossos telemóveis. Custa quase 2000 dólares. Dobrado, é um poderoso telemóvel com 4,6 polegadas, cabe numa mão. Aberto, é um tablet com 7,3 polegadas. É uma máquina multimédia com 6 câmaras, e até 3 janelas/aplicações abertas em simultâneo", escreve Paulo Bastos, jornalista da TVI em San Francisco, sobre o Fold.

A Samsung é o primeiro grande fabricante a lançar comercialmente um modelo com tela dobrável.

O Galaxy Fold é uma revolução, não só porque responde aos céticos que dizem que tudo foi feito e que a era da inovação dos smartphones acabou, em um mercado saturado. para dizer que eles estão errados", disse DJ Koh, chefe da divisão de celulares da Samsung, citado pela agência AFP.

O grupo Samsung anunciou que trabalhou com a Google para otimizar o sistema operacional e os aplicativos deste novo dispositivo.